Renove-se



Tópico nº 6

"POR ONDE COMEÇAR AS MUDANÇAS?"

Renove-se

29-8-2019

Isto posto, você pode avançar em busca de orientações e técnicas, sem deixar de ser você.

Naturalmente vamos falar em um princípio, o primeiro ato que assinala o começo de alguma coisa, por mais simples que seja. Por exemplo, para se fazer a mudança de um certo objeto de lugar, tirando-o de onde se encontra e transferindo-o para outro ponto, pode parecer simples, ao que parece, mas exige um pensamento determinante e a consequente decisão na execução desse plano traçado pelo cérebro. Para essa finalidade trivial, como acontece em outras tantas vezes no decorrer dos dias, bilhões de neurônios são acionados sem que nos demos conta disso. Para nós, pelo uso e costume, simplesmente foi um ato normalíssimo.

E deve mesmo ser considerado com a maior naturalidade, o que nos deixa também compreender que podemos, sim, educar o comportamento nesse sentido de maneira a não deixar que tudo ocorra sem critério. É uma forma de implantar certa disciplina em nossos hábitos.

O pensamento, como sabemos, é um poderosíssimo gerador de energias, uma fonte criativa capaz de construir e destruir num mesmo momento, dependendo sempre da pessoa.

"A alma caída em vibrações desarmônicas, pelo abuso da liberdade que lhe foi confiada, precisa tecer os fios do reajustamento" (1)

Quando o pensamento traz para si a vontade de mudanças, já está dado o primeiro passo. Sem a presença da vontade, não haverá espaço para aceitar mudanças.

As composições férreas andam nos trilhos e nem por isso sentem-se insatisfeitos os que transitam por elas. É tudo uma questão de compreensão e aceitação.

A porta larga sempre foi o acesso mais escolhido para alcançar os caminhos da vida, não pela beleza que possa aparentar aos que por ela procuram, mas sim, pela forte presença da falsa liberdade, do desequilíbrio, da indisciplina, da desorganização, do desrespeito, valores encontrados aos que por ela se aventuram a penetrar.

A pensamento registra a vontade e a vontade elabora os planos para a execução do que deverá ser mudado.

Progressivamente vamos introduzindo em nossos hábitos o que consideramos saudável para usufruir uma plena e feliz vida física com vigorosos vínculos nos elevados planos da espiritualidade.

O que não podemos é nos demorar no degrau da intenção. "Quem se demora na margem, sofre atraso no caminho".(2)


(1) Obra Libertação, de André Luiz, por Chico Xavier-Ed.FEB.

(2) Obra Conduta espírita, de André Luiz, por Chico Xavier-Ed.FEB.



Voltar para a página anterior / Voltar para a página principal