Antônio Sávio de Resende - Tonhão



Lógica espírita

20-05-2018

A LEI DE DEUS PERMITE:

‒ que desfrutemos tantas posses, quantas sejamos capazes de reter honestamente, mas espera estejamos agindo com elas, em benefício dos outros;

‒ que tenhamos tanta cultura, quanto os recursos da própria inteligência no-lo permitam, mas espera nos empenhemos a convertê-la em realização no bem de todos;

‒ que sejamos felizes, mas espera busquemos fazer a felicidade dos semelhantes;

‒ que sejamos amados, mas espera nos transformemos em amor para os nossos irmãos;

‒ que solucionemos as nossas necessidades, mas espera que não venhamos a prejudicar ninguém, no campo dos deveres em que nos achamos comprometidos;

‒ que sejamos desculpados em nossas faltas, mas espera perdoemos sem condições as ofensas que se nos façam;

‒ que usufruamos os bens do Universo, mas espera nos mostremos prontos a reparti-los sempre que necessário;

‒ que se pense ou fale mal de nós, tanto quanto se queira nos círculos de nossa convivência, mas espera nos devotemos a guardar a consciência tranquila;

‒ que erremos, em nossa condição de almas imperfeitas ainda, mas espera que na base de nossos fracassos permaneça brilhando a luz da boa intenção.

Enfim, a Lei de Deus permite sejamos quem somos, mas nos apoia ou desapoia, abate ou exalta, corrige ou favorece pelo que somos, através do que fazemos de nós, porque Deus não cogita daquilo que parece mas daquilo que é.


Da obra Caminho Espírita, Albino Teixeira, por Chico Xavier.



► “Enquanto no clima da serenidade, consideremos que a irritação não é recurso de auxílio, sejam quais sejam as circunstância sempre que nos encolerizamos, complicamos os problemas que nos preocupam, ao invés de resolvê-los. A cólera é quase sempre a tomada de ligação para tramas obsessivas, das quais não nos será fácil a liberação precisa.”


Da obra Encontro de Paz, de Emmanuel, por Chico Xavier.



PorAntônio Sávio de Resende – Tonhão.

Contato: asavio921@uol.com.br; asavio@uaivip.com.br; asavio.fcvv@gmail.com; asavio13@uol.com.br



Voltar para a página anterior / Voltar para a página principal