Da Redação



"O Evangelho no lar"

27-11-2018

Este é um convite que fazemos a você e que se refere a um ato cujo mérito é de elevadíssima importância na vida de cada um e de cada família.

Trata-se da introdução do Evangelho no lar, compromisso que passará a ser cumprido semanalmente e obedecendo alguns critérios.

Como é natural na vida das pessoas, todo fato novo virá ocupar certo espaço de tempo onde o tempo já está todo empenhado com os afazeres normais. Pode parecer estranho mas a própria oração é um ato que nem todos têm mas que, aos poucos, vai sendo incorporado como dever de conduta. No momento do recolhimento para dormir ou de manhã, ao levantar, a oração deve estar presente, como meio de ligação com as Forças do Alto.

A introdução desses valores requer certa disciplina, como deve ser tudo o que se anexa à existência para fazer parte da vida cotidiana, e dependerá sempre da própria pessoa.

Dizem os benfeitores da espiritualidade que o lar em que seus integrantes reúnem-se em oração permanece iluminado no instante dedicado a essa finalidade.

De nossa parte comprovadamente podemos afirmar que aquele que se empenha nesse sagrado e salutar compromisso com as Forças do Alto, através da oração diária, encontra o perfeito equilíbrio para a resolução de seus problemas enfrentados diariamente, através das intuições, essa maravilhosa voz silenciosa que chega aos ouvidos de todos, da parte dos nossos irmãos invisíveis que zelam pelo nosso bem-estar.

De nossa parte podemos afirmar que o lar que se empenha nesse sagrado e salutar compromisso recebe uma emanação fluídica muito especial, renovando ou fortalecendo o ânimo muitas vezes enfraquecido pela rudeza e dificuldade da vida.

A presença dos participantes deve ser estimulada para que os espíritos tenham um ambiente propício às suas atividades assistenciais nos dois planos da vida.

Chico Xavier já recomendava que seria muito importante se todos os membros da família participassem, porém, nada impede ou atrapalha a realização da prática se apenas você se interessar, procurando para isso um local da casa onde não seja interrompido.

A importância da água nas reuniões do Evangelho é fundamental, pois estará sendo enriquecida pelos fluidos, sempre de acordo com as necessidades de cada um, por parte da espiritualidade, o que sempre ocorre e com resultados incríveis.

SUGESTÃO PARA A PRÁTICA DO EVANGELHO NO LAR:

- Escolher um dia da semana e o respectivo horário, os quais devem ser obedecidos.

- Estabelecer o tempo médio em minutos de maneira que não se limite a apenas uma oração ou a espaço demasiado longo. 15 minutos é um tempo considerado bom.

- Se preferir pode ser trazido ao ambiente aparelho de som para que músicas suaves sirvam de fundo durante o momento do evangelho no lar.

- Colocar um copo d'água para cada participante e abrir a reunião com uma oração; ler um trecho do Evangelho e brevemente comentar sobre o assunto; caso mais alguém do grupo queira pronunciar-se a respeito do tema ou ler tópicos referentes ao comportamento fraterno, fazê-lo, sempre, sem alongar-se. A água deverá ser tomada ao final da reunião, após a oração em agradecimento ao amparo dos Benfeitores Espirituais.

- Não é aconselhável manifestações mediúnicas nessas reuniões.

- É importante que a reunião transcorra em clima de muita paz e de suaves emanações fluídicas, evitando assuntos estranhos.

Lembrar, sempre, que todo resultado de uma oração é proporcional ao empenho da rogativa.

-o-

Voltar para a página anterior / Voltar para a página principal